Linha aberta das 11h - 20h, Seg. a Sex

(+351) 308 804 992 LIVE CHAT
  • Serviço Discreto

    Embalagem e Facturação Discreta e Simples

  • Envio grátis para Portugal em encomendas acima de 50€

    Escolhe o seu dia de preferência

  • Os nossos clientes adoram-nos!

    Avaliações independentes pelo TrustPilot

Problemas da Próstata

Melhore a sua selecção

Se sofre de algum problema da próstata, temos várias opções para o ajudar no melhoramento do funcionamento da próstata*. Descubra aqui produtos naturais, e veja por si os resultados.
Se sofre de algum problema da próstata, temos várias opções para o ajudar no melhoramento do funcionamento da próstata*. Descubra aqui produtos naturais, e veja por si os resultados.
Novo
ProstaSURE Suplemento Natural para Apoio da Próstata Por maxmedix™
Mais Informação
34.95€        Em Stock

Poupe até 30%

Adicionar ao Carrinho

Problemas de Próstata

O que sabemos sobre a próstata? É uma glândula do corpo do homem com uma importante função. As doenças e problemas desta glândula são muito comuns, afetando muitos homens, de todas as idades. Nem sempre existem sintomas que deixem o homem em estado de alerta mas, se houver uma vigilância e cuidados adequados, muitos problemas podem ser prevenidos e, quando detectados em tempo oportuno, o tratamento pode ser muito eficaz.

O que é a Próstata?

A próstata é uma glândula exclusiva do sexo masculino que tem uma importante função de proteção dos espermatozóides no líquido ejaculado. Apesar de não ser essencial à vida, problemas de próstata podem levar a que esta tenha de ser retirada, causando alguns transtornos mas nada que interfira significativamente na vida do homem.

Com um volume aproximado de 15 a 20 centímetros, a próstata está localizada no trato geniturinário, tendo, por isso uma ligação próxima com a bexiga, uretra e vesícula seminal. Fica logo abaixo da bexiga e à frente da porção final do intestino grosso (reto). A uretra, canal que leva a urina da bexiga ao pénis, passa dentro da próstata, assim como os vasos deferentes (canais que transportam os espermatozóides produzidos nos testículos).

A próstata tem como principal função a produção de uma secreção que protege os espermatozóides, o líquido prostático ou PSA. É este líquido que dá ao esperma ejaculado o aspecto leitoso.

Apesar de ser uma glândula com funções importantes, a próstata não é essencial para a sobrevivência do homem podendo ser retirada quando apresenta problemas. Por exemplo, em homens mais velhos que já não queiram ter mais filhos e, quando é apenas causa de problemas e complicações, pode ser removida cirurgicamente. No entanto, em casos de complicações com a próstata, o procedimento da remoção pode estar na origem de algumas complicações. Entre as mais comuns estão a incontinência urinária e a impotência sexual masculina.

Próstata e saúde sexual masculina

A próstata está relacionada com a fertilidade masculina mas problemas na próstata não têm relação directa com a capacidade de obter e manter uma erecção.

Os espermatozóides são produzidos nos testículos e depois transportados pelos vasos deferentes através da vesícula seminal (local onde são misturados com o PSA. Durante a ejaculação a próstata contrai-se facilitando a libertação do deste líquido que se mistura com os espermatozóides que têm como função a fecundação do óvulo. Este líquido da próstata também prolonga a vida dos espermatozóides, protegendo-os do ambiente ácido da vagina e prolongando a vida destes (ao torná-los mais móveis e com mais hipóteses de alcançarem o óvulo e fecundá-lo). A contração da próstata durante a ejaculação faz também com que o esperma seja empurrado em direção do pénis.

Mas apesar da próstata não interferir na capacidade de ereção masculina, alguns problemas de próstata podem interferir na sexualidade. Muitas vezes, o tratamento de problemas de próstata pode comprometer a função sexual do doente. Por exemplo, homens que sofrem de prostatite relatam ejaculações dolorosas. Outro problema da próstata, a hiperplasia benigna da próstata, por esta relacionado com sintomas do trato urinário, está associado à disfunção sexual. De igual modo, vários medicamentos para o tratamento deste problema da próstata têm efeitos negativos na função eréctil e ejaculatória, assim como na líbido masculina. Em casos de cancro de próstata, onde existe a remoção desta glândula, existem apenas mudanças na função ejaculatória e não na função sexual em si.

Segundo os especialistas, o acto de ejacular (desde que não seja exagerado) é benéfico ao bom funcionamento da próstata, promovendo o seu bem-estar. A ausência de atividade sexual com ejaculação pode ser factor agravante de problemas de próstata. Em caso de sintomas de problemas de próstata, aconselhe-se com o seu médico de família ou médico urologista - este pode ajudá-lo a perceber se tem problemas de próstata, como lidar com ele e tratá-los e como a actividade sexual deve ser mantida e ou ajustada a cada situação.

Tipos de problemas de Próstata

Os problemas relacionados com a próstata são normalmente associados a homens mais velhos mas, no entanto, independentemente da idade do homens, podem surgir doenças relacionadas com esta glândula. Todos os homens devem estar atentos aos sintomas da próstata e agir o mais rapidamente possível para evitar complicações mais graves. Principalmente aqueles com factor de risco a hereditariedade, devem iniciar a vigilância anual para despiste de problemas de próstata a partir dos 50 anos (através de um exame PSA, sendo este o indicador que determina se o homem deverá, ou não, fazer posteriormente o exame à próstata através do toque rectal). Os principais problemas e a cujos sintomas da próstata deve estar atento são a prostatite, a hiperplasia benigna da próstata e o temível cancro da próstata.

Prostatite

A prostatite é a doença da próstata mais comuns em homens com menos de 50 anos e mais de metade dos homens vai ter sintomas de prostatite em alguma fase da vida, ainda que não tenha a doença.

Este problema da próstata consiste na inflamação e infecção desta glândula masculina e pode ser classificada como aguda ou crónica mediante os sintomas da próstata. Habitualmente, os sintomas são:

  • Dor lombar
  • Sintomas urinarios

Para chegar ao diagnóstico, o médico vai estudar o historial familiar e clínico do homem, assim como pedir que faça uma bateria de exames (análises, culturas de urina, PSA, função urinária, entre outros).

O tratamento assenta habitualmente na toma de medicamentos antibióticos que podem ser administrados em meio hospitalar, mediante a gravidade dos sintomas da próstata.

Hiperplasia Benigna da Próstata (HBP)

Trata-se de uma das doenças benignas mais comuns nos homens. A hiperplasia benigna da próstata (HBP) pode conduzir ao aumento do volume da próstata, obstrução da próstata e ainda sintomas do tracto urinário inferior.

Os factores de risco são a idade, o PSA e o volume da próstata. Analisando estes factores de risco é possível identificar grupos de doentes com maior risco de sofrer de HBP e iniciar-se tratamento precoce. Com o avançar da idade pode haver a necessidade de recorrer à cirurgia para o tratamento deste problema da próstata. Os sintomas da próstata mais indicativos são alterações urinárias (micção noturna, alterações no fluxo urinário…).

Em todos os homens que apresentem sintomas de próstata indicativos de hiperplasia benigna da próstata devem ser efectuados alguns testes:

  • História familiar e clínica
  • Pontuação dos sintomas de próstata
  • Exame físico (toque rectal…)
  • PSA (permite avaliar o risco de retenção urinária aguda e a necessidade de cirurgia)
  • Exames relacionados com o trato urinário (determinação da creatinina, urofluxometria, ecografia para determinar o resíduo urinário pós-miccional…)

No que diz respeito ao tratamento da HBP, o objectivo é aliviar os sintomas, melhorando as queixas e a qualidade de vida do doente, prevenindo deste modo complicações e evitando opções cirúrgicas desnecessárias.

Cancro Próstata

O cancro da próstata mata anualmente cerca de 1.800 portugueses. É a segunda causa de morte por cancro no homem, em países ocidentais, mas a possibilidade de cura chega aos 85% quando é detectado a tempo. Uma vez que há existem sintomas na próstata numa fase inicial, a vigilância médica periódica é fundamental para despistar este cancro.

A vigilância é fundamental uma vez que o cancro da próstata pode ser detetado com uma análise ao sangue do PSA. Quando os valores desta substância estão elevados deve proceder-se a outro exame - o toque rectal - para complementar a análise e esclarecer as suspeitas de problemas de próstata.

Os sintomas de cancro de próstata estão maioritária mas não exclusivamente relacionados com problemas urinários. Esteja atentos aos seguintes sintomas da próstata:

  • Incapacidade de urinar ou dificuldade em iniciar ou parar o fluxo de urina;
  • Vontade frequente de urinar (especialmente à noite);
  • Fluxo fraco ou intermitente de urina;
  • Ardor ou dor ao urinar;
  • Presença de sangue na urina ou no sémen;
  • Dificuldade em ter uma erecção;
  • Dor frequente no fundo das costas, ancas ou zona superior das coxas;

Importa ainda que esteja atento aos factores de risco para o cancro da próstata. A idade é o factor de risco mais importante. Sabe-se que esta doença é rara em homens com menos de 45 anos e que a maior parte dos casos surge após os 65 anos. O peso da hereditariedade é também considerado um importante fator de risco para sofrer de cancro da próstata. O risco de um homem ter cancro da próstata é mais elevado quando algum familiar direto (pai ou irmão) teve a doença.

O cancro da próstata é pouco comum em homens asiáticos, tendo mais prevalência em homens de raça negra do que em caucasianos. Homens com dietas menos cuidadas (com ingestão de alimentos ricos em gordura animal, por exemplo) apresentam maiores riscos de sofrer de cancro da próstata. De igual modo, algumas alterações em células da próstata podem aumentar o risco de cancro da próstata.

Estes factores de risco são os mais comuns mas não são os únicos. Assim como os sintomas de próstata podem variar de homem para homem. Independentemente, o mais importante é manter-se atento aos sinais e fazer vigilância periódica. Muitos homens com factores de risco conhecidos, não sofrem de cancro da próstata. Por outro lado, muitos dos que sofrem desta doença, não apresentam qualquer factor de risco (para além de terem mais de 65 anos).

Tratamento de Problemas de Próstata

Antes de ter um diagnóstico oficial, o seu médico vai dar-lhe informações adicionais sobre exames de rastreio para confirmar se tem problemas de próstata. Estes exames são:

Toque rectal:
depois de colocar umas luvas, o médico insere um dedo lubrificado dentro do recto, e palpa a próstata, através da parede rectal, para verificar se detecta zonas duras ou granulosas.

Análise clínica para o antigénio específico da próstata (PSA):
através de uma análise laboratorial, verifica-se o nível de PSA numa amostra de sangue do homem. Um nível elevado de PSA é, geralmente, causado por HBP, prostatite (inflamação da próstata) ou cancro da próstata.

Depois de confirmado o diagnóstico deve acertar com o seu médico o melhor tratamento possível. Quando o problema de próstata é benigno e não interfere na qualidade de vida do homem, o médico poderá prescrever-lhe alguns medicamentos para melhorar o problema. Em complemento, pode tomar um suplemento que vai ajudar a promover as funções da próstata, tais como a melhoria do tracto urinário, as funções da bexiga e a função global da próstata*.

Em casos em que o homem consegue lidar com os problemas de próstata e não há compromisso das funções diárias, existem várias técnicas e produtos para lidar com problemas de próstata. Algumas técnicas como a massagem anal , podem ajudar a melhorar a saúde sexual masculina*. Existem vários produtos para essa finalidade, tendo ainda uma função de prevenção de problemas da próstata*.

Quando o problema não consegue ser resolvido com medicação e começa a existir perda de qualidade de vida do paciente, o passo a seguir é a cirurgia. O tipo de cirurgia será avaliado pelo médico, mediante o problema e os sintomas de próstata apresentados pelo paciente.

Alimentação e Estilo de Vida

A recomendação geral é para que a partir dos 45 anos todos os homens consultem o seu médico para saber se o PSA é suspeito, principalmente se algum familiar próximo já tem um historial de cancro ou outro problema da próstata.

Os conselhos para manter a sua próstata saudável passam acima de tudo pela criação de manutenção de um estilo de vida saudável. Deve procurar manter-se ativo fisicamente e ter uma dieta equilibrada. Exclua da sua alimentação produtos ricos em gordura animal, carnes vermelhas e alimentos processados, uma vez que a síndrome metabólica está associada à HBP.

Alguns alimentos têm propriedades que ajudam a cuidar da próstata e a prevenir problemas de próstata. Aposte em frutas e legumes (brócolos, tomate e melancia são boas opções), consuma azeite, soja e linhaça. Mantenha-se ainda afastado de maus hábitos como o consumo de álcool e tabaco.

Ainda que os conselhos dos especialistas não sejam consensuais, é sabido que um estilo de vida saudável apenas promove uma saúde melhor e um melhor funcionamento de todos os órgãos do nosso corpo.

*É importante notar que os resultados dos nossos produtos vão variar de indivíduo para indivíduo. Deve sempre usar ou tomar os nossos produtos em conjunto com uma dieta equilibrada e uma prática regular de exercício físico. Todos os comentários de clientes encontrados neste website, são verdadeiros.

Newsletter
Registe-se para Ganhar Ofertas Especiais