Linha aberta das 11h - 20h, Seg. a Sex

(+351) 308 804 992 LIVE CHAT
  • Serviço Discreto

    Embalagem e Facturação Discreta e Simples

  • Envio grátis para Portugal em encomendas acima de 50€

    Escolhe o seu dia de preferência

  • Os nossos clientes adoram-nos!

    Avaliações independentes pelo TrustPilot

Molusco Contagioso

Melhore a sua selecção

Categoria
Acne (30) Doenças de Pele (21) Eczema (12) Fungos nas Unhas (3) Herpes (1) Micose (2) Molusco Contagioso (2) Pé de Atleta (3) Psoríase (8) Rosácea (6) Sarna (9)
Preço
8.95€32.95€
Marca
Avaliação
 
O tratamento de molusco contagioso pode ajudar a acelerar a taxa que a infecção de molusco contagioso leva para sair do seu corpo, tal como prevenir que espalhe esta doença a outros. Pode procurar um tratamento de molusco contagioso do seu médico, que poderá usar nitrogénio líquido para congelar as feridas de molusco contagioso para matar as células, mas isto poderá levar a cicatrizes. Alternativamente, pode tratar-se o molusco contagioso receitando um tratamento tópico de base química para destruir as camadas da pele que formam as feridas.
O tratamento de molusco contagioso pode ajudar a acelerar a taxa que a infecção de molusco contagioso leva para sair do seu corpo, tal como prevenir que espalhe esta doença a outros. Pode procurar um tratamento de molusco contagioso do seu médico, que poderá usar nitrogénio líquido para congelar as feridas de molusco contagioso para matar as células, mas isto poderá levar a cicatrizes. Alternativamente, pode tratar-se o molusco contagioso receitando um tratamento tópico de base química para destruir as camadas da pele que formam as feridas.
Novo
Sabonete de Manuka Sabonete de Limpeza com Óleos Essenciais Por Manuka Natural
Mais Informação
8.95€        Em Stock

Poupe até 10%

Adicionar ao Carrinho
ZymaDerm Molluscum Por Naturopathix Mais Informação
32.95€        Em Stock

 

Adicionar ao Carrinho

Molusco Contagioso

O nome parece assustador e pode deixar em alarme qualquer um. Trata-se de uma infecção viral mas, no entanto, o próprio nome e a configuração dos sintomas leva a que muitas pessoas acreditem que se trata de um infecção causada por fungos. O molusco contagioso ou molluscum contagiosum é, tal como o nome indica, bastante contagioso e afecta a pele humana, sendo frequente em crianças (mas também é encontrado em adultos). Os sintomas são pequenos nódulos na pele que podem facilmente ser confundidos com outras infecções, como é o caso das verrugas.

Para saber reconhecer o molluscum contagiosum é preciso saber quais os sinais e os sintomas e perceber como se comporta esta doença para a tratar da melhor forma possível e natural.

O que é o molusco contagioso?

O molusco contagioso é uma infecção viral muito comum em crianças mas que também pode ser encontrada em adultos. O vírus responsável pelo molluscum contagiosum é um vírus da família dos poxvírus (o maior tipo de vírus já identificado). O vírus do molusco contagioso apresenta ainda quatro subtipos, sendo o subtipo 1 o mais prevalente e o subtipo 2 o mais frequente em adultos.

O aspecto desta infecção são umas pequenas bolhas - esbranquiçadas ou cor de rosa. Não incomodam pelas dores - porque habitualmente não causam dor - incomodam sim pelo aspecto e muitas vezes pela comichão. Muitas vezes, as bolhas causadas pelo molusco contagioso são confundidas com verrugas.

O molusco contagioso propaga-se através do contacto directo da pele ou então através da partilha de toalhas, panos, objectos ou brinquedos infectados - por isso a frequencia do mulluscum em crianças, especialmente aquelas que têm dermatite atópica. Além das crianças, também se encontram em risco pessoas cujo sistema imunitário se encontra, por algum motivo, enfraquecido. Ainda que seja uma infecção que possa acontecer em qualquer idade, é muito mais comum em crianças. Oito em cada 10 casos de molusco contagioso ocorre em pessoas com idade inferior a 15 anos, sendo muito frequente em crianças entre um e quatro anos de idade.

Os sintomas de Molluscum Contagiosum

As bolhas - que são o molusco - são arredondadas e firmes. Cada uma destas bolhas tem entre um a cinco milímetros de diâmetro (são bolhas muito pequenas) e, caso sejam apertadas, irá sair delas um líquido esbranquiçado.

Na maior parte dos casos de cerca de 20 de moluscos aparecem, em cada pessoa e nas mais variadas partes do corpo - no entanto, é raro o aparecimento do molluscum nas palmas das mãos e nas solas dos pés. Normalmente, as bolhas do molusco contagioso aparecem em grupos. Estas pápulas típicas do molusco contagioso podem ainda aparecer sob a forma de linhas - habitualmente estas lesões seguem áreas de trauma, possivelmente resultantes do acto de coçar - uma vez que a comichão e irritação faz com que o vírus se espalhe para outras partes do corpo. Em adultos é muito comum haver a propagação das lesões do mulluscum contagiosum às áreas genitais, abdómen e membros inferiores.

O molusco contagioso desenvolve-se entre duas a oito semanas depois de um pessoa estar infectada com o vírus. Após o início dos sintomas, cada molusco contagioso dura entre seis a 12 semanas. Caso não haja mais propagação das bolhas, poderá ficar por aí mas, quando aparecem novas bolhas o tratamento pode durar vários meses. Muitas vezes, o molusco contagioso persiste porque o paciente coça as lesões e espalha o vírus a outras parte do corpo.

O molusco contagioso e as suas manifestações dão um aspecto feio ao corpo, e essa é a principal preocupação das pessoas infectadas. No caso das crianças, a maior parte nem sequer se incomoda com o molluscum.

Dentro destas manifestações do molusco contagioso talvez possam constar comichão mas é muito raro dar dor, uma vez que não se trata de uma infecção de pele séria. Pelo contrário, habitualmente o molusco contagioso não costuma deixar cicatrizes podendo no entanto deixar uma pequena marca ou depressão na pele. Em alguns casos, a pessoa que passou por um episódio de molluscum contagiosum pode ficar com a pele mais clara na zona onde o molusco contagioso apareceu.

Quais são as causas?

Essencialmente, na causa do molusco contagioso está um vírus que se transmite através do contacto entre as pele, passando de pessoa para pessoa. Pode também acontecer a transmissão do vírus do molusco contagioso pela partilha de objectos infectados, por exemplo, toalhas previamente usadas por alguém com o vírus e depois tocadas pela pessoa que vai adquirir o vírus. É ainda possível que haja contágio através de relações sexuais, tratando-se por isso também de uma doença sexualmente transmissível.

Quando alguém entra em contacto com o vírus não é garantido que irão ter molusco contagioso uma vez que a maior parte das pessoas é imune ao vírus. O risco de se ter molusco contagioso aumenta, no entanto, por motivos de falta de higiene ainda em climas muito quentes.

Tratar o Molluscum Contagiosum

Ainda que a infecção causada pelo molluscum contagiosum não seja considerado um problema ou um perigo de saúde pública, deverá ser tratado e deverá desaparecer num período entre os 12 e os 18 meses. Existem alguns tratamentos e produtos disponíveis para tratar o molusco contagioso mas, em alguns casos, trata-se de uma infecção que pode desaparecer sozinha, sem necessidade de recorrer a tratamento específico. Pode optar por tratar o molusco contagioso com homeopatia, uma vez que poderá acompanhar o processo e perceber se há necessidade de adaptar o tratamento ao longo do tempo e conforme a evolução das lesões.

Zymaderm para Molusco Contagioso é um tratamento tópico de fácil aplicação e indolor. Um produto clinicamente comprovado para ajudar a recuperar e tratar as lesões de molusco contagioso, tornando-o no tratamento perfeito para os homens, mulheres e crianças que sofrem com esta infecção*. Basta colocar o produto directamente na zona afectada, duas vezes ao dia, utilizando o pincel de aplicação incorporado na tampa.

Pode ainda optar pelo produto Naturasil Molusco Contagioso. Pode ajudar a tratar o molusco contagioso sem dor, cicatrizes ou tratamentos complicados*. Este produto usa extratos de plantas exclusivos para ajudar a tratar o molusco contagioso naturalmente sem quaisquer efeitos secundários*.

Mas a homeopatia para o molusco contagioso não se fica por aqui. Existem produtos que ajudam a tratar o molusco contagioso com homeopatia. O Naturasil Sabonete Enxofre e Lavanda é um sabonete homeopático que se dedica ao tratamento de vários problemas de pele. Com o uso de apenas ingredientes naturais, de modo a não danificar a pele já afectada, este complemento é rico em óleos essenciais, tem efeito calmante para hidratar e deixar a pele macia, de modo a suavizar os sintomas de comichão e irritação causados pelo molusco contagioso*.

Por vezes, o tratamento do molusco contagioso ultrapassa o período considerado normal uma vez que novas bolhas de molluscum se podem formar devido ao acto de coçar as bolhas e depois tocar noutras parte do corpo. Em casos raros, a infecção por molusco contagioso pode durar anos até desaparecer. No entanto, após um episódio de molusco contagioso ter desaparecido o paciente deverá ficar imune ao vírus sendo que novas situações serão muito raras. Quando devidamente tratado o molusco contagioso não causa quaisquer complicações graves, podendo apenas existir a persistência de algumas pequenas lesões na pele.

Pode ainda acontecer, em alguns casos, que a pele próxima do molusco contagioso fique infectada com uma bactéria - nesses casos pode recorrer-se ao uso de antibióticos. Ainda em casos mais raros, pode acontecer o aparecimento de molusco contagioso numa pálpebra, no olho, o que poderá resultar numa inflamação do olho - nestes casos e noutros que tiver sintomas nos olhos devido ao molusco contagioso, deve procurar ajuda médica especializada para resolver a situação o mais rapidamente possível e evitar sofrer consequências de saúde mais graves.

Prevenir o molusco contagioso

Ainda que não se trate de um vírus e de uma infecção perigosa, o molusco contagioso é persistente e pode demorar algum tempo até estar completamente tratado pelo que o conselho é evitar o contágio. Desta forma para reduzir as hipóteses de vir a sofrer com molusco contagioso siga os seguintes conselhos:

  • Evite o contacto directo com pessoas infectadas;
  • Evite relações sexuais desprotegidas;
  • Não partilhe toalhas, roupas e outros objectos com pessoas com molusco contagioso;
  • Mantenha as areas afectadas com molluscum tapadas;
  • Incentive as crianças a não coçarem o molusco para evitar a propagação a outras áreas da pele;

O molluscum é contagioso até que todas as bolhas tenham desaparecido. Contudo, no caso das crianças, o molusco contagioso não é motivo para as manter afastadas da escola, outras crianças ou atividades, pelo que a criança deverá levar a sua vida e rotinas normais.

No que diz respeito à alimentação não parece haver nenhuma dieta específica aconselhada quer para o tratamento como para a prevenção do molusco contagioso. No entanto, em caso de dúvida acerca da alimentação em caso de molluscum procure informar-se com o seu médico ou procure a ajuda de um nutricionista.

Remédios caseiros

Ainda que possa tratar o molusco contagioso com homeopatia através de alguns medicamentos naturais, por que não dar uma hipótese ao que tem na despensa de casa e experimentar fazer os seus remédios caseiros para tratar o molusco contagioso?

Basta esmagar um alho e aplicar a pasta resultante directamente na zona afectada. Para melhorar o efeito, tape esta zona com um compressa. Deixe o alho atuar durante algumas horas e, antes do banho, remova a compressa e lave suavemente a zona com bolhas de molusco contagioso. Ao fim de algumas semanas deverá notar resultados*.
Vinagre de maçã: Todas as noites, antes de dormir, aplique um pouco de vinagre de maçã nas zonas afectadas pelo molluscum contagiosum, usando um pouco de algodão embebido neste líquido directamente nas bolhas. Trata-se de um potente produto antibacteriano que vai ajudar a tratar as lesões do molusco contagioso. Para proteger as bolhas durante a noite pode aplicar um curativo. Tome um banho suave na manhã seguinte.
Óleo de Côco: Basta aplicar o óleo de coco directamente sobre as áreas afectadas entre três a quatro vezes por dia. Ao fazer isto ajudará a diminuir a irritação, prurido e inflamação causados pelas bolhas do molusco contagioso. O óleo de coco é benéfico à saúde da pele por ter propriedades anti inflamatórias, antifúngicas, antibacterianas e ainda antivirais. Poderá não só ajudar no tratamento homeopático do molusco contagioso como de outras irritações da pele.
Sal marinho: Fazer uma esfoliação suave com sal do mar é um dos remédios caseiros mais naturais para o molusco contagioso. Para isso deve misturar ao sal marinho um pouco de mel e azeite e depois fazer uma massagem suave nas zonas a tratar por alguns minutos. Faça esta esfoliação antes do banho. Depois, no banho, procure aplicar água fria ou morna nas lesões do molusco contagioso.
*É importante notar que os resultados dos nossos produtos vão variar de indivíduo para indivíduo. Deve sempre usar ou tomar os nossos produtos em conjunto com uma dieta equilibrada e uma prática regular de exercício físico. Todos os comentários de clientes encontrados neste website, são verdadeiros.

Newsletter
Registe-se para Ganhar Ofertas Especiais