• Serviço Discreto

    Embalagem e Facturação Discreta e Simples

  • Envio grátis para Portugal em encomendas acima de 50€

    Escolhe o seu dia de preferência

  • Protecção dos Dados de Clientes

    Os seus dados estão seguros e protegidos connosco

Descubra a Intimidade Anal

Descobrir a Intimidade Anal

Longe vão os tempos em que existiam regras duras e específicas sobre a forma como as pessoas podiam e deviam viver a sua sexualidade. Felizmente, hoje em dia, os casais e os indivíduos conseguem explorar a sexualidade e a forma como se relacionam de uma forma mais livre e sem medos de julgamentos ou preconceitos.

Há muito que as hipóteses no que diz respeito ao sexo são cada vez maiores e mais seguras para todos. Neste sentido, a intimidade anal é cada vez mais uma realidade entre os casais portugueses que procuram conhecer melhor o seus corpos e explorar novas e melhores sensações.

Ainda assim, ainda persistem algumas dúvidas e receios no que diz respeito à prática do sexo anal. Principalmente as mulheres têm medos e receios, muitas vezes infundados, acabando por nem sequer se permitirem essa experiência, por mais curiosas que estejam em relação ao tema.

O que é então o sexo anal? É seguro? É doloroso? Que cuidados deve ter? Quais os produtos que deve escolher para ter uma experiência prazerosa e segura?

O que é o Sexo Anal?

Sexo anal consiste, como o próprio nome indica, na prática sexual em que o pénis é introduzido no ânus. Trata-se de uma prática sexual que pode ser realizada quer entre um homem e uma mulher como entre dois homens.

Em termos anatómicos importa saber que o canal do reto tem em média aproximadamente 17 cm de comprimento. Na parte final está o ânus que se mantém fechado graças à acção do esfíncter externo, que o indivíduo consegue controlar por se tratar de um músculo voluntário. Logo a seguir, encontra-se o esfínter interno. Sobre este músculo o indivíduo não tem controlo da mesma forma que o anterior uma vez que este é controlado pelo sistema nervoso central. Deste modo, este músculo apenas vai estar relaxado em casos de relaxamento do indivíduo. Por outro lado, quando a pessoa está em tensão, é muito mais difícil descontrair os esfíncteres, especialmente o interno.

Durante o sexo anal, a penetração vai acontecer na zona do ânus e do reto - a parte final do intestino grosso - não havendo, por isso possibilidade de acontecer uma gravidez uma vez que não há contacto entre os espermatozóides e os órgãos reprodutores femininos.

Sexo Sem Preconceitos

Durante muitos anos, o sexo anal foi sempre associado a relações homosexuais entre dois homens sendo ainda associado a uma prática dolorosa e perigosa para a saúde pelo alto risco de transmissão de doenças. Porém, esta imagem tem mudado ao longo dos tempos, sendo bastante comum entre todos os casais hoje em dia.

Cuidados Durante a Penetração

Na intimidade anal, deve tomar alguns cuidados de forma a garantir uma melhor experiência para ambos, assegurando que o sexo anal não coloca em risco nenhuma das pessoas envolvidas.

Durante o sexo anal, importa que haja comunicação entre os parceiros de forma que seja possível haver adaptação e cuidados com o bem estar do outro.

Sexo anal sem protecção e sem os cuidados básicos de higiene pode implicar infecções ou ainda a transmissão de doenças sexualmente transmissíveis. A higiene anal é de extrema importância, sendo muito importante quer em termos de saúde como de segurança.

Nos cuidados com a higiene anal listam-se ainda as idas à casa de banho antes e depois da penetração. O facto de evacuar antes do coito anal fará com que haja menos possibilidade de surgirem fezes durante o ato sexual.

Para que as regras de higiene anal sejam cumpridas, é ainda aconselhado uma lavagem eficaz com água abundante e um sabonete neutro na zona anal antes e depois da intimidade anal. No caso do pénis, este também deve ser devidamente higienizado para este processo, especialmente após a penetração. De forma a limpar bem a uretra é também aconselhado urinar.

Segurança

No sexo anal é importante que ambos os parceiros se sintam preparados e dispostos a tal, por se tratar de uma zona sensível, a segurança deve ser tida em consideração. No momento da penetração anal, se o receptor não estiver preparado podem surgir pequenos traumas ou rupturas das fibras musculares dos esfíncteres, estes traumas ou fissuras podem resultar em sangramentos e dor.

No caso de serem introduzidos objectos ou brinquedos sexuais na região anal, se esta introdução acontecer de forma violenta, é normal que existam lesões que podem ser de maior gravidade. Caso este tipo de experiências traumáticas sejam repetidas com frequência, podem ocorrer lesões permanentes nos músculos do ânus. A longo prazo, estas lesões podem comprometer as funções anais.

Sexo Anal Pela Primeira Vez

Para aqueles que pensam experimentar mas ainda não têm experiência, importa que tire todas as dúvidas relativamente ao sexo anal com um especialista antes de se iniciar neste tipo de coito. Existem posições que podem facilitar a penetração e prazer anal, acarretando menos riscos para a segurança de ambos. No mesmo sentido, algumas posições são contra indicadas podendo causar desconfortos ou mesmo dor. Posições de pé dificultam o ângulo de entrada do pénis na zona anal, podendo causar lesões na parede posterior do reto.

Recomenda-se sempre o uso de um lubrificante pois o ânus é uma zona do corpo que não produz lubrificação própria, ao contrário da vagina. Sendo assim, para evitar desconforto, use sempre lubrificante e(ou) um preservativo lubrificado. Segundo alguns especialistas, pode optar também por escolher um lubrificante analgésico que irá ajudar a oferecer um efeito relaxante ao ânus dessensibilizando a zona para maior conforto e facilidade na penetração do pénis.

Por se tratar de uma zona delicada mas muito vascularizada e com poucas terminações nervosas, quando o indivíduo não tem muita experiência no sexo anal, pode acontecer algum descontrolo no que diz respeito às fezes. Assim, nas primeiras experiências é normal o aparecimento de fezes durante ou após o ato.

Previna Doenças Durante o Sexo Anal

A zona anal apresenta mais perigos para a saúde por se tratar de uma zona populada por uma grande quantidade de fungos e bactérias que, apesar de serem benéficos para a flora natural da zona, quando transportadas para outros locais do corpo e ou em contacto com o órgão genital masculino, podem ser responsáveis por infecções e inflamações.

A mucosa anal absorve muito mais facilmente vírus e outros agentes possivelmente causadores de doenças e infeções do que outras mucosas do nosso corpo. Desta forma, o ânus pode ser uma porta de entrada deste tipo de doenças no nosso organismo.

Neste sentido, o sexo anal só pode acontecer mediante condições de segurança e um perfeito estado de saúde por parte de ambos os parceiros. Se o fizer desprotegido ou com pessoas contaminadas por qualquer tipo de infecção ou doença sexualmente transmissível, apresentam risco acrescido para o desenvolvimento de doenças que podem trazer graves consequências para a saúde e bem estar do indivíduo.

Praticar sexo anal sem proteção, práticas incorrectas ou o surgimento de pequenos traumas podem estar na origem da contaminação do indivíduo com doenças sexualmente transmissíveis como o HIV, Hepatite C, Herpes, Gonorreia, entre outras.

Apesar de ser uma ideia cada vez menos acreditada, certo é que o sexo anal continua a acarretar enormes riscos para a transmissão deste tipo de doenças sexualmente transmissíveis, quando não são utilizados mecanismos de segurança, nomeadamente o preservativo. O uso do preservativo protege ambos os parceiros de adquirirem infecções e doenças sexualmente transmissíveis, sendo de extrema importância o uso deste método de proteção.

Além disso, para assegurar a saúde na prática do sexo anal, nunca se deve ter uma relação anal e de seguida haver penetração vaginal. Para que isto possa acontecer em segurança, o preservativo deve ser trocado entre penetrações e devem ser asseguradas as condições de limpeza de ambas as áreas para evitar qualquer tipo de contaminação.

Ainda no que diz respeito à saúde na intimidade anal, pessoas que sofrem com hemorróidas (principalmente em estado de inflamação) ou ainda pessoas que tenham fissuras anais devem evitar este tipo de penetração.

Como Lidar com Lesões Anais

Nos casos de dores e sangramentos frequentes e persistentes deve procurar ajuda médica. Este tipo de sintomas pode ser sinal de que está a sofrer com uma infecção que precisa de assistência médica. Esteja especialmente atento à possibilidade de existência de fissuras anais cujos sintomas se podem manifestar após uma ida à casa de banho.

Melhor Lubrificante Anal

A utilização de lubrificantes nas relações sexuais pode ser muito vantajoso evitando algumas lesões e incómodos. Além disso, muitos são os casais que já não passam sem a ajuda dos lubrificantes na intimidade.

A região anal não é uma zona com tanta lubrificação como as restantes áreas íntimas pelo que, quando praticado sem o recurso a lubrificação artificial, o sexo anal pode resultar em lesões e desconforto, principalmente para o receptor.

Existem lubrificantes próprios e específicos para a prática do sexo anal que facilitam a penetração, evitando sangramentos. Os mais aconselhados pelos especialistas são os lubrificantes à base de água uma vez que não aumentam o risco de reações alérgicas, ajudando a reduzir a fricção durante os preliminares e o acto sexual, sendo também compatíveis com preservativos e brinquedos sexuais e ajudando a aumentar o prazer de ambos.

Pode também optar por lubrificantes à base de silicone, geralmente com maior duração, que ajudam a intensificar o prazer e a não destruir o momento.

A utilização de lubrificantes vai certamente tornar o sexo mais agradável para ambos os parceiros, diminuindo os problemas relacionados com sangramentos.