• Serviço Discreto

    Embalagem e Facturação Discreta e Simples

  • Envio grátis para Portugal em encomendas acima de 50€

    Escolhe o seu dia de preferência

  • Protecção dos Dados de Clientes

    Os seus dados estão seguros e protegidos connosco

Impotência: Como Ultrapassar Problemas de Ereção

Sofre de Problemas de Ereção?

Os assuntos que dizem respeito à vida íntima do casal costumam ser tabus e quase nunca saem das 4 paredes do quarto. No entanto, problemas na intimidade do casal são mais comuns do que pensamos e podem ser resolvidos se encarados com naturalidade.

A disfunção erétil pode deixar muitos homens envergonhados mas o primeiro passo para os resolver é procurar ajuda e falar abertamente sobre eles com os parceiros e médicos especialistas. Descubra aqui o que é a impotência masculina, quais as causas, como tratar e como melhorar o desempenho sexual masculino e a sua vida íntima.

O que é a Disfunção Erétil?

A impotência sexual masculina é a incapacidade de começar e(ou) manter uma erecção peniana, sendo assim a incapacidade constante ou recorrente do homem em obter e manter uma erecção - o que impede a atividade sexuala sua frequência tende a aumentar com o avançar da idade.

As disfunções sexuais são muito mais comuns do que se pensa. Apesar de todos os tabus e pudores que envolvem o tema, mais de metade dos homens acima dos 40 anos sofre com problemas de impotência sexual mas muito poucos procuram ajuda para lidar com o problema. A impotência afeta cerca de um quarto dos homens entre os 40 e os 49 anos, metade dos homens entre os 50 e os 59 anos e chega a atingir 74% dos homens entre os 60 e os 69 anos. Em Portugal, estima-se que 2 em cada 10 homens sejam afetadospor falta de ereção. Embora seja uma doença de caráter benigno a grande maioria dos homens com sintomas sente dificuldades em abordar o assunto até com o médico de família.

Como é Que os Problemas de Ereção Afetam o Desempenho?

Quando algo está errado com a nossa saúde, é habitual sentirmos dificuldades no desempenho de tarefas que até então tínhamos como normais. A impotência tem um enorme impacto da vida sexual do doente e tem ainda grandes repercussões psicológicas e familiares.

Quando se fala de disfunção eréctil, assumimos naturalmente que o desempenho sexual não está ao nível que o homem deseja. Quando os episódios de falta de ereção começam a acontecer durante o acto sexual, o homem sente-se ansioso. Esta ansiedade provocada pela dificuldade ou incapacidade em obter e manter uma ereção, faz com que o homem não esteja mentalmente e completamente focado no ato sexual, estando mais preocupado em observar o seu próprio desempenho sexual do que em se entregar às sensações normais de um ato sexual. À medida que este problema se repetem, o estado de ansiedade torna-se maior fazendo com que o desempenho sexual masculino seja cada vez menos satisfatório - tanto para o próprio como para os parceiros. A cada relação sexual, o medo de não ser capaz de obter uma ereção é maior, tendo um efeito contraproducente, agravando a impotência. Em muitos dos casos o homem passa a evitar possíveis relações sexuais, apenas por medo de não ser capaz de obter e manter uma ereção e aumentar ainda mais os níveis de frustração.

Quando o homem procura ajuda médica especializada, normalmente são detectadas causas orgânicas. No entanto, na altura em que o tratamento da disfunção erétil é iniciado, existem já ansiedades, medos e inseguranças instalados de tal forma que mesmo após o tratamento destas causas orgânicas da importância, as causas psicológicas continuam a persistir. A autoconfiança e autoestima são abaladas, prejudicando não só o desempenho sexual masculino como também o tratamento da própria doença.

Causas dos Problemas de Ereção

  • Distúrbios psicológicos;
  • Doenças hormonais (diabetes, queda de testosterona, problemas endócrinos);
  • Doenças neurológicas (lesões na medula, doença de Alzheimer e Parkinson);
  • Doenças vasculares, que causam oclusão das artérias e veias, prejudicando a chegada do sangue ao pénis (hipertensão arterial, aterosclerose);
  • Consumo de alguns medicamentos;
  • Alcoolismo;
  • Drogas ilícitas;
  • Obesidade;
  • Tabagismo;
  • Estilo de vida.

As causas da disfunção erétil não são, por si, isoladas, estando relacionadas com diversas doenças. Importa descobrir quais são essas doenças para depois saber como tratar o seu problema. As causas psicológicas que levam à impotência também devem ser consideradas, uma vez que representam 1/4 dos casos e incluem a depressão, ansiedade, stress, cansaço, assim como problemas na relação.

O envelhecimento contribui para a falta de ereção mas não pode ser visto como o bode expiatório.

Problemas de Ereção & Ejaculação

Não é possível falar-se de ereção sem se falar noutra disfunção sexual do homem que também afecta cerca de 1 homem em cada 5: a ejaculação prematura. A ejaculação prematura atinge cerca de 800.000 homens portugueses e é uma situação altamente limitante para o indivíduo e para o casal. Existem várias definições para esta situação mas na realidade estamos perante um quadro típico de incapacidade em controlar o momento da ejaculação do esperma, com a ejaculação a acontecer antes dos 2 primeiros minutos após a penetração e condicionando stress pessoal importante.

Será que Sofro de Impotência Sexual?

Para compreender o seu problema esteja atento aos sinais e sintomas. Uma incapacidade ocasional em obter ou manter uma ereção é normalproblemas recorrentes devem ser avaliados.

Além disso, conheça os fatores de risco para a disfunção erétil:

  • Envelhecimento
  • Doenças crónicas
  • Traumatismos, cirurgias e medicações crónicas
  • Consumo de substâncias ilícitas e tabaco
  • Doenças crónicas
  • Stress, depressão e ansiedade
  • Síndrome metabólico
  • Prática de determinados desportos

Prevenir os Problemas de Ereção

Antes de começar a pensar como tratar a questão da impotência e antes de começar a sentir os primeiros sinais, saiba como pode prevenir. Sabemos que a prevenção é o primeiro passo no que toca à sua saúde.

Neste caso, deverá evitar inserir-se nos grupos dos fatores de risco, optando sempre por um estilo de vida e alimentação saudável, para prevenir os problemas de ereção e também outros problemas de saúde.

Aprender a Tratar os Problemas de Ereção

A melhor forma de cuidar do desempenho sexual passa por estimar o seu corpo e manter-se sempre saudável. Caso sinta que tem dificuldades em obter ou manter uma ereção e que este facto está a prejudicar a sua vida conjugal, existem vários tipos de tratamentos que irão ajudar a melhorar a libido, energia sexual, força, tamanho e duração da ereção.

Não existe um tratamento ou solução que possa ser considerado como ‘o melhor’ de todos. Isto porque cada pessoa é diferente, logo cada pessoa terá "gostos" diferentes e poderá requerer uma forma diferente de tratamento que se adapte mais ao seu estilo de vida e às suas possibilidades económicas.

  • Medicamentos
  • Suplementos naturais
  • Cremes,géis, adesivos e produtos tópicos
  • Aparelhos médicos

Medicamentos

Entre os tratamentos com medicação mais recomendados pelos médicos, mediante a avaliação dos sintomas do homem, estão os inibidores de PDE-5, via oral, sendo esta uma enzima importante na ereção. Entre outras, destaca-se os famosos comprimidos azuis , e também o Cialis e Levitra. Consoante o estado dos seus problemas de ereção, após uma consulta e avaliação médica, será prescrito o medicamento, sujeito sempre a receita médica, apropriado a si e à sua condição física. Salienta-se que não deverá, em qualquer situação, automedicar-se, pois poderá sofrer graves efeitos secundários!

Suplementos Naturais

Com o aumento da procura por soluções alternativas às drogas farmacêuticas, o mercado de suplementos dietéticos deu um pulo enorme na área dos tratamentos à base de ervas e plantas para os problemas de ereção. Este tipo de abordagem não tem efeitos secundários, e as melhores fórmulas contam com o conhecimento de inúmeros estudos científicos, usos tradicionais e culturais e dedicação de grandes cientistas e médicos. Recomenda-se sempre a utilização de suplementos para a ereção que sejam clinicamente testados e aprovados, relembrando que para resultados satisfatórios deve haver uma toma de no mínimo três meses.

Entre os suplementos orais mais conhecidos atualmente, estão o Prelox, Viaman e ArginMax.

Produtos Tópicos

Os cremes e adesivos usados para estimular a ereção tendem a ser de origem natural, sendo também uma opção para homens que começaram a sentir dificuldades na ereção. Tal como os suplementos naturais, deverá optar sempre por produtos tópicos que tenham alguma base científica para maior eficácia. Os mais populares e aclamados pelos homens de todo o mundo são o ProSolution, ProEnhance e VigRX.

Aparelhos Médicos

Tendo como base o conhecimento médico e científico, há a opção de recorrer aos aparelhos indutores de ereção para estimular esta, sendo uma solução viável para quem está num estado inicial de impotência e até mesmo para quem faça tratamento com medicação.

Dicas para Melhorar a Impotência

Assim que detectar os primeiros sintomas de disfunção erétil, deve, sem qualquer tipo de pudor, procurar ajuda especializada. Aliado aos cuidados médicos, adopte hábitos de vida saudável, a única maneira de eliminar os principais fatores de risco (tabagismo, obesidade, sedentarismo).

Alimentação

No Estudo de Homens Envelhecidos de Massachusetts, comer uma dieta rica em frutas, vegetais, grãos integrais e peixe - sem carne, leite e derivados e comida processada - a incidência de impotência diminui. Outra dica: uma deficiência crónica de vitamina B12 pode contribuir para a disfunção eréctil. Comida fortificada ou a toma de um multivitamínico diariamente, são a sua melhor aposta caso tenha falta de ingerir alimentos com vitamina B12. Além disso, pode incluir e reforçar na sua dieta os seguintes alimentos que vão ajudar a prevenir a falta de ereção:

  • Banana: conhecidas por serem uma boa fonte de potássio, as bananas ajudam ainda a controlar a pressão sanguínea e níveis de sódio no organismo.
  • Cereja: estes frutos contêm substâncias que ajudam a proteger e reforçar as paredes das veias, tornando-as mais fortes e evitando que se tornem entupidas e congestionadas. Ameixas, pêssegos e outras bagas também ajudam a manter as veias saudáveis.
  • Pimenta: o efeito da pimenta consiste em alargar os capilares - por isso ficamos avermelhados depois de ingerir comidas mais picantes. Os capilares tornam-se mais vascularizados em todo o corpo, tornando a erecção mais fácil devido à melhor circulação do sangue.
  • Café: diz-se que o café que pode ser um bom aliado no tratamento da disfunção erétil por ser um estimulante do metabolismo. O café melhora a circulação do sangue em todo o seu corpo (incluindo o pénis).
  • Vinho: um copo de vinho por dia faz bem ao coração, é verdade! E é também verdade que o vinho tinto, por se tratar de um antioxidante natural, é capaz de melhorar o desempenho sexual. O vinho faz com que os vasos sanguíneos se alarguem melhorando o aporte de sangue nas veias do pénis e o desempenho sexual masculino.

Comece a Andar

O exercício físico é essencial. Aposte em desportos e exercícios de resistência cardiovascular, trabalhando todo o corpo e fortalecendo músculos e sistema cardiorespiratório.

De acordo com um dos estudos de Harvard, apenas 30 minutos de caminhada por dia, estão interligados com uma queda de 41% de risco de aparecimento de impotência. Outra pesquisa sugere que o exercício físico moderado pode ajudar a restaurar o desempenho sexual em homens de meia idade obesos e que sofram de problema de desempenho sexual.

Cuide da Saúde Vascular

A pressão sanguínea elevada, a elevada concentração de açúcar no sangue, alto colesterol e altos triglicéridos podem danificar as suas artérias do coração (causando ataques cardíacos), no cérebro (provocando um AVC), e no pénis (causando a impotência). Baixos níveis de HDL (o bom colesterol) e uma cintura maior do que o normal, também contribuem para este problema sexual. Verifique com o seu médico para saber se o seu sistema vascular - incluindo o seu coração, cérebro e pénis - estão em boa forma ou precisam de se “arranjados” a partir de alterações no seu estilo de vida, e se necessário, medicação.

Modere o Peso

Uma cintura pequena é uma boa defesa - um homem com uma cintura com 106 centímetros tem mais 50% de probabilidades de ir sofrer de problemas eréteis quando comparado com um homem com uma cintura de 81 centímetros. Obter um peso saudável e mantê-lo é uma boa estratégia para evitar ou tratar a impotência. A obesidade aumenta o risco de doenças cardiovasculares e diabetes, sendo as duas maiores causas deste problema; o excesso de gordura interfere com várias hormonais que fazem também parte.

Ganhe Músculo

Uns músculos da pélvis fortes, aumentam e melhoram a rigidez durante a erecção e ajudam a impedir que o sangue saia do pénis ao pressionarem a veia chave. Num teste Britânico, um treino de três meses com exercícios de Kegel duas vezes ao dia (que fortalecem estes músculos) combinados com alterações no estilo de vida.