Linha aberta das 9h - 19h, Seg. a Sex

(+351) 308 804 992 LIVE CHAT
  • Serviço Discreto

    Embalagem e Facturação Discreta e Simples

  • Envio grátis para Portugal em encomendas acima de 50€

    Escolhe o seu dia de preferência

  • Os nossos clientes adoram-nos!

    Avaliações independentes pelo TrustPilot

Como reconhecer os Acrocórdons?

Os acrocórdons são pequenos alterações da pele, que podem não ser do agrado de muitas pessoas. Saiba o que são os acrocórdons, como os tratar e porque eles aparecem!

O que são os acrocórdons e porque aparecem?

Quase todas as pessoas, em algum momento das suas vidas, nota que aparecem pequenas irregularidades na sua pele, às quais nós chamamos de polípos.

Provavelmente tem algum, mas nem reparou que o tem. Se tem algum acrocórdon, é importante saber tudo que existe sobre estes, caso um dia seja útil a informação. Desta forma, não se sentirá com um corpo “estranho”, mas sim saberá como agir.

Afinal, o que são mesmo os acrocórdons?

Os acrocórdons são pequenos tumores cutâneos fibroepiteliais, também conhecidos como polípos benignos. Estes não são perigosos, não magoam e não alteram de tamanho. Isto significa que não são uma doença, nem algum problema de saúde.

Porque ninguém gosta deles?

Como já deve saber, o aspecto dos acrocórdons não agrada ninguém, especialmente se for numa área visível. Nestes casos, o que mais se faz é cortá-los e ver-se livres destes, de uma vez por todas! Contudo, antes de fazer conclusões, leva o dobro do cuidado para os identificar, por isso é preferível falar com o seu médico, antes de, por acidente, cortar um sinal ou uma verruga (ver tratamentos naturais para verrugas)!

Que tratamentos existem para remover os Acrocórdons?

a remoção destes polípos benignos pode ser feita de 3 formas com bastante sucesso:

1. Pode tentar removê-los em casa se eles forem relativamente pequenos, se já tiverem um tamanho grande, nem pense! Caso contrário eles vão sangrar bastante.

2. Pode optar pela cirurgia médica, caso tenha possibilidades financeiras para isso. Esta é sempre a melhor opção caso seja um acrocórdon grande.

3. Pode optar pelos tratamentos naturais e homeopáticos, que pode realizar a partir do conforto da sua casa, acabando por poupar dinheiro e dor!

Identificar os Acrocórdons

Embora sejam bastante únicos na sua aparência, é fácil de confundi-los com outras condições de pele.

Desta forma, antes de fazer algum tratamento, deverá ter 100% certeza de que é realmente um polípo benigno, e não um sinal ou verruga, que também são inofensivos, mas têm outros tipos de tratamento.

Para ajudar com este processo, seguem 5 passos simples, que deve fazer para identificar o que tem na sua pele, quer seja um acrocórdon ou outra coisa.

  • A cor é parecida à da pele ou ligeiramente acastanhada
  • São geralmente pequenos - imagine um grão de arroz preso na sua pele. Esse é o seu tamanho inicial quando crescem.
  • Eles não alteram a cor e o tamanho. A única razão para isso acontecer, é ficarem irritados ou inflamados.
  • Se é mais branco ou rosa do que o seu tom, é provavelmente uma verruga e não um acrocórdon.
  • Se for muito escuro, preto ou castanho escuro, é provavelmente uma sinal.

Onde é que aparecem os acrocórdons?

Basicamente, aparecem em qualquer zona da pele, excepto olhos, e unhas. Sendo mais frequente aparecerem na zona do peito/seios, pescoço, axilas, na cara e à volta dos cílios, na boca, na língua, e à volta do ânus.

Porque aparecem os acrocórdons?

Embora existam algumas causas, ninguém sabe ao certo porque aparecem. As causas não foram cientificamente provadas, mas várias pesquisas cientificas mostram que as pessoas que estão em certo estado físico ou emocional, têm tendência ao aparecimento de acrocórdons.

Pode já ter ouvido que estes são derivados à doença A ou B, ou alguma alteração genética, mas tudo isto, é apenas especulação.

A falta de causas deve-se a quase todas as pessoas terem acrocórdons, sendo assim, estar vivo, um dos motivos para estas doenças da pele.

O que se sabe de certeza, é que se está num dos seguintes grupos, está propício(a) a “sofrer” de acrocórdons:

  • Grávida
  • Com excesso de peso
  • Diabetes
  • Criança
  • Musculação com o uso de esteróides
  • Vírus do Papiloma Humano
  • Mais de 60 anos

Newsletter
Registe-se para Ganhar Ofertas Especiais