• Serviço Discreto

    Embalagem e Facturação Discreta e Simples

  • Envio grátis para Portugal em encomendas acima de 50€

    Escolhe o seu dia de preferência

  • Protecção dos Dados de Clientes

    Os seus dados estão seguros e protegidos connosco

Como fazer a Depilação Íntima?

Brasileira, Parcial ou Completa?

Ter ou não ter pêlos nas zonas íntimas? É uma questão que levanta dúvidas a muitas mulheres e homens. Ser mais limpo, mais atraente e livre de comichões de pêlos são os motivos que levam a grande maioria a depilar a zona genital.

Um estudo relevou que 45% das pessoas prefere que o(a) parceiro(a) sexual tenha a zona genital depilada, maioritariamente para facilitar e tonar a prática de sexo oral mais higiénica. Embora muitas pessoas façam a depilação íntima, muitas não sabem qual o melhor método e o mais adequado para o tipo de pele, devido a ser uma zona tão sensível.

Depilação Íntima é Boa Ideia?

Se perguntar a um especialista de saúde, provavelmente irá dizer-lhe que não é uma boa ideia remover todos os pelos da zona genital, tanto da vagina como do pénis, pois estes são uma forma de protecção natural do corpo, para prevenir a contração de doenças nos genitais - os pelos acabam por ser uma barreira extremamente importante do corpo, contra bactérias e outras infecções.

Caso mesmo assim pretenda fazer a depilação íntima, os médicos recomendam a não usar métodos agressivos como a cera nestas zonas, devido à extrema sensibilidade das mesmas, e a poder causar graves problemas, como irritações, pêlos encravados e infecções na pele. Certamente não vai querer causar problemas na sua zona mais pessoal, certo?

Para prevenir qualquer tipo de problema, deve preferir formas de depilação mais seguras e que não sejam tão propensas a criar pêlos encravados ou o entupimento dos poros. Dependendo do seu tipo de pele, quantidades e grossura dos pelos, deve considerar todas as opções existentes actualmente no mercado, de modo a encontrar a melhor para si.

Métodos de Depilação Íntima

Escolher o método para fazer a depilação íntima até pode ser fácil, no entanto quem o vai fazer pode não ser a pessoa mais indicada. Pondere se é capaz de fazer em segurança a depilação a si, caso contrário, deverá optar por ir a um salão de estética para que alguém especializado lhe faça a depilação.

Se necessitar de ir a um salão de estética prefira conhecer primeiro as condições de higiene e segurança do mesmo, antes de o escolher. O factor monetário irá ser um pouco mais elevado, devido a ter de pagar o serviço e o método escolhido. Quando for fazer a depilação ao salão de beleza, tente relaxar e descontrair, de modo a não causar desconforto durante todo o processo. Se é mulher, evite fazer a depilação na altura antes da menstruação, devido a estar mais sensível e tornar-se mais doloroso!

Se optou por fazer em casa e se sente confortável desta forma, tem várias opções que já pode encontrar à venda, sendo umas mais eficazes do que outras; a relação preço/resultados irá sempre variar, portanto convém escolher a que melhor se adapta à sua situação.

Como Fazer Depilação Íntima em Casa

Desde giletes, a cremes depilatórios, cera ou depilação com luz pulsada, já são várias as opções que tem para fazer a depilação a partir da sua casa sem o desconforto de ter de mostrar as partes íntimas a alguém.

Porém, métodos de depilação como a cera ou máquina de depilação que arranca os pêlos, devem ser feitos com cuidado e muita precaução de modo a evitar problemas e feridas na pele.

Eis os métodos mais comuns e usados para fazer a depilação íntima em casa:

  • Gilete

    Prós: custo baixo a curto prazo, mas dispendioso caso use gilete descartáveis a longo prazo. Processo rápido.

    Contras: resultados de curta duração, promove o aparecimento de cortes e feridas nas áreas depiladas, estimula o aparecimento de pelos encravados e quistos.

  • Creme depilatório

    Prós: uso rápido e geralmente sem dor ou incómodo, preço acessível a curto prazo.

    Contras: pode causar reacção alérgica ou problema de pele na área depilada; resultado de curta duração; incentiva ao aparecimento dos pelos encravados e outras complicações.

  • Cera Depilatória

    Prós: resultado de longa duração, os pelos ficam mais fracos. Caso feito em casa, pode ser uma opção rentável.

    Contras: doloroso, pode envolver visita a salão de beleza o que pode ser incómodo a nível pessoal, dispendioso caso seja feito regularmente, provoca o aparecimento de pelos encravados e também quistos.

  • Depilação com HPL - Luz Pulsada

    Prós: processo rápido, depilação de longa duração; devido a eliminar o folículo, o pelo não volta a sair e assim não ocorre surgimento de pelos encravados ou quistos.

    Contras: a curto prazo pode parecer um processo caro para bolso, porém a longo prazo é o mais viável.

Preparação para Depilação Íntima

Se já decidiu como fazer a depilação íntima, é importante ter alguns cuidados para que possa evitar o mínimo de constrangimentos durante e depois do processo.

  • 1. Faça esfoliação na área com um esfoliante suave, três dias antes de fazer a depilação. Assim irá eliminar a pele morta de modo a evitar o aparecimento de pelos encravados.
  • 2. Use uma loção ou creme hidratante para hidratar e nutrir bem a pele antes e após a depilação de modo a esta não estar seca ou frágil, assim irá ajudar na recuperação após o corte dos pelos.
  • 3. Se tem pelos encravados, use um produto para os remover e evitar. Pode encontrar aqui soluções para os pelos encravados.
  • 4. Se usar creme depilatório, faça sempre um teste de contacto antes de aplicar na parte íntima.
  • 5. Ao usar gilete ou lâmina, garanta que esta está em condições para não causar cortes indesejados.
  • 6. Escolha o modelo de depilação íntima que prefere fazer em si para estudar bem como o irá fazer.
  • 7. Leia atentamete o modo de utilização dos produtos de depilação para não cometer algum erro irreversível!

A Melhor Opção: Depilação Íntima com Luz Pulsada

Seja homem ou mulher, se quer resultados satisfatórios e rentáveis a curto e longo prazo, a depilação íntima com luz pulsada é sem dúvida a melhor opção para si.

Se gosta de tecnologia, já deve conhecer as mais recentes máquinas de depilação a luz pulsada para efectuar a remoção de pêlos a partir de casa, com todo o conforto da mesma. Pode fazer as sessões que pretender, e acaba por ser um tratamento de estética caseiro mais adequado para quem quer resultados a longo prazo, sem causar danos à pele. A luz pulsada, é praticamente indolor, e comparada com os cremes depilatórios, não tem tantos riscos de causar feridas ou queimaduras na pele. No entanto, é importante escolher uma máquina segura, que esteja preparada para ser usada na pele sensível. Hoje em dia, quase todas as máquinas disponíveis no mercado já são compatíveis com todos os tipos de pele, e podem ser usadas em todas as zonas do corpo.