Página Principal > Testosterona

Testosterona

Sente uma alteração no seu bem estar, humor, desempenho físico e sexual? Podem ser sintomas de falta de testosterona. Saiba mais sobre esta hormona, bastante importante no corpo do homem. Encontre aqui alguns produtos para ajudar a ultrapassar este problema*.

TestRX

  • Ajuda a aumentar a estimulação sexual*
  • Ajuda a melhorar o desempenho sexual*
  • Ajuda a dar erecções maiores*
  • Ajuda a aumenta a testosterona*


54.99 €
VigFX

  • Ajuda a aumentar resistência sexual*
  • Ajudar a dar erecções mais fortes*
  • Ingredientes 100% naturais
  • Fórmula potente e rápida absorção*
  • Ajuda a melhorar libido sexual...


45.99 €

Testosterona

O que é a testosterona? O que sabemos sobre ela? É uma coisa do mundo dos homens, uma hormona masculina muito importante em várias idades. Mas será que conhecemos as verdadeiras funções da testosterona? O que é realmente esta hormona? Quais as suas funções e quais os níveis adequados de testosterona no organismo masculino? Em casos de testosterona baixa, o que se pode e deve fazer para corrigir a situação e quais as consequências se tal não for feito?

A testosterona é uma hormona esteróide. Na natureza, é encontrada em mamíferos. No homem é essencialmente produzida nos testículos sendo a principal hormona sexual masculina. Pode ser chamada um andrógeno, o nome genérico dados as hormonas esteróides que actuam como estimulantes ou que controlam o desenvolvimento e a manutenção das características masculinas.

A testosterona é também, mas em quantidades mais reduzidas, produzida pelas glândulas supra renais e é ainda produzida pelas mulheres. No caso das mulheres, esta hormona é necessária mas não tanto como nos homens. Em média, os níveis e a quantidade de testosterona nos homens são até oito vezes superiores aos das mulheres.

A testosterona é produzida nos testículos

Mais de 90% desta hormona masculina é produzida nos testículos, e funciona desta forma: a testosterona é a hormona responsável pela diferenciação sexual masculina do embrião e do feto, através da presença do cromossoma Y, que define o sexo masculino. Isto significa que é devido à acção da testosterona que no feto se desenvolvem os caracteres sexuais masculinos na vez dos femininos (os órgãos reprodutores internos, a próstata e os testículos).

Mais tarde, na altura da puberdade, a testosterona é a responsável pelo aparecimento de algumas características que diferenciam o corpo do homem do corpo da mulher - as características sexuais secundárias. É por isso normal que na altura da puberdade haja o desenvolvimento da massa muscular, que comecem a nascer pêlos corporais (barba, por exemplo), as cordas vocais desenvolvem-se dando à voz masculina um tom mais grave do que a das mulheres, o pénis desenvolve-se e torna-se maior e o mesmo acontece aos testículos.

Quando o homem atinge a idade adulta, a testosterona exerce uma valiosa função da vida sexual, sendo importante em questões como a líbido (o desejo sexual), a erecção e a fertilidade. De igual modo, os andrógenos, principalmente a testosterona, desempenham um papel fundamental na saúde geral do homem contribuindo para imensos traços da vida do homem, inclusivamente o humor e o bem estar.

Como a testosterona interfere na vida do homem

A testosterona é fundamental no corpo masculino. Não só no que diz respeito ao desenvolvimento ao desenvolvimento dos caracteres sexuais como os órgãos reprodutores, os testículos e a próstata, mas também no que concerne ao desenvolvimento do corpo de forma genérica.

Esta hormona masculina é importante para que se desenvolva a massa muscular, a massa óssea (sendo a testosterona essencial na prevenção da osteoporose) e o crescimento de pêlos no corpo masculino. No fundo, a testosterona é responsável pelo aspecto e estrutura típica do corpo masculino. Tem uma grande influência na estética masculina porque intervém na forma como o corpo distribui a gordura. Assim, a tendência é para que os homens que têm os níveis de testosterona equilibrados queimem gordura com mais facilidade do que aqueles que têm testosterona baixa.

A testosterona é importante para a saúde física geral do homem fazendo com que o organismo funcione como um todo uma vez que a testosterona influencia também a gordura e o sistema nervoso. Além disso, testosterona baixa vai fazer com que o homem tenha mais dificuldades em controlar o humor e a sensação de bem estar.

Quando a testosterona se encontra em níveis equilibrados no organismo masculino o homem vai ter um aumento da força, uma vez que reforça a massa óssea e muscular.

Algumas teorias associam a testosterona a comportamentos agressivos. As imagens de homens que tomam grandes quantidades de esteróides anabólicos na altura de executar o exercício (levantamento de pesos, por exemplo) de forma a sentirem-se mais fortes ou mais ‘furiosos’ são muito comuns e levaram, durante muitos anos, a conclusões precipitadas. No entanto, a ciência não encontrou qualquer relação entre os níveis de testosterona e violência ou agressividade nos homens. De facto, as pesquisas acerca da relação entre uma coisa e outra - agressividade e testosterona - indicam apenas uma fraca ligação, praticamente inexistente quando a agressão é definida exclusivamente como simples violência física.

Pelo contrário, a testosterona tem a função de ajudar a inibir o stress uma vez que se relaciona com o cortisol, uma hormona directamente envolvida na resposta do organismo ao stress, cujos níveis são inversamente proporcionais ao da testosterona.

Testosterona e desempenho sexual

É um facto que a testosterona tende a ser sinónimo de masculinidade e virilidade. A verdade é que os níveis de testosterona influenciam directamente a libido (o desejo sexual) sendo um factor determinante para o comportamento sexual do homem. Uma vez que a testosterona aumenta o desejo sexual, aumentar a testosterona significa aumentar os níveis de interesse sexual.

Com a idade e com algumas doenças os homens podem vir a ter testosterona baixa, muitas vezes sofrendo de uma espécie de síndrome de deficiência de testosterona, uma síndrome clínica e bioquímica caracterizada pela presença de baixos níveis de testosterona no organismo. Sendo que a principal função da testosterona em termos fisiológicos é a regulação do desejo sexual, quando há testosterona baixa esta função poderá sair prejudicada. De facto, a função da testosterona interfere até na regulação do tempo de erecção do pénis durante o acto sexual. Desta forma, é possível traçar uma relação entre testosterona baixa e algumas disfunções sexuais como a disfunção eréctil e a ejaculação prematura.

Tempos houve em que se acreditava que a disfunção sexual masculina era algo apenas do foro psicológico mas, com o passar dos anos, tornou-se cada vez mais claro que tal não é verdade. Percebeu-se então que a fisiologia da erecção tinha uma forte componente molecular provando-se que a testosterona baixa tem um papel preponderante nesta função, fazendo com que muitos homens sofram de disfunção eréctil. Os pacientes com testosterona baixa apresentam não só dificuldades em obter e manter uma erecção peniana como mostram uma progressiva diminuição do desejo sexual comparativamente com aqueles com níveis de testosterona mais elevados.

O tratamento destas disfunções inclui suplementação de testosterona. No entanto, a terapêutica de reposição desta hormona para aumentar a testosterona deve ser discutida com o seu médico de forma a ter o acompanhamento necessário.

Testosterona baixa: os sintomas

Quando há testosterona baixa no organismo começam a aparecer alguns sinais e sintomas a que os homens devem estar atentos para procurar a melhor forma de aumentar a testosterona para níveis normais e saudáveis para o corpo.

A testosterona baixa por ter várias causas que podem ir desde a mudança de hábitos alimentares ou dietas pouco cuidadas, algumas doenças até mesmo à idade, o passar dos anos.

O corpo do homem nunca vai produzir mais testosterona do que o normal o que significa que no que depender do organismo do homem, os níveis estarão, à partida, controlados. O ideal é ajudar o seu corpo a manter a testosterona em níveis equilibrados.

Quando há testosterona baixa estes são alguns dos sintomas:

  • Mais gordura corporal;
  • Perda de força;
  • Menos massa muscular;
  • Disturbios do sono;
  • Redução da fertilidade;
  • Maior cansaço;
  • Problemas de indisposição;
  • Risco acrescido de diabetes;
  • Depressão;
  • Stress e ansiedade;
  • Acne;
  • Dores nas articulações;
  • Disfunções sexuais;
  • Atrofia dos testículos;

Como aumentar a testosterona

Aumentar a testosterona pode ser conseguido através de tratamento específico para o efeito. Existem comprimidos de testosterona que ajudam a aumentar esta hormona uma vez que funcionam como repositores hormonais.

Com uma rápida actuação e totalmente seguro, Vita Mass® Spray Anabolic Activator é um tratamento homeopático que ajuda a reforçar os músculos e melhora também o seu bem-estar em geral*. Este método pode aumentar os níveis de testosterona*, melhorando ainda a circulação sanguínea*.

Pode também procurar aumentar a testosterona com um adesivo de testosterona que vai ajudar na melhoria a nível físico, melhorando também a sua vida sexual*. Este adesivo funciona através do aumento do nível de testosterona no sangue*. Pode ainda optar por um suplemento alimentar para ajudar a aumentar os níveis de testosterona nos homens*, ajudando no aumento da força, e energia, assim como na redução da gordura corporal*.

Tratamentos naturais para aumentar a testosterona

Uma forma natural de aumentar a testosterona é através de algo tão simples como a alimentação*. Existem vários alimentos que ajudam a aumentar a testosterona, ajudando o organismo masculino a produzir esta hormona em maior quantidade*. E não é tão difícil como pode pensar.

Como aumentar a testosterona com a alimentação:

Gorduras saudáveis:
Nozes, azeitonas, azeite, castanhas e óleos vegetais são muito ricos e ajudam a aumentar a testosterona no organismo*;
Frutas:
fazem bem ao nosso corpo, no geral. No que toca a combater a testosterona baixa, algumas frutas podem ser boas aliadas*. Maçã e banana têm muito zinco enquanto que tomate, laranja, maracujá, limão e morango são muito ricos em vitamina C que ajudam na produção hormonal*.
Ovos:
conhecidos por serem ricos em proteínas, os ovos são também uma excelente fonte de gorduras boas, sendo muito úteis para quem quer aumentar as testosterona de forma natural*.
Verduras e legumes:
consumir este tipo de alimentos vai fazer com que desçam os níveis de estrogénio - hormonas femininas - fazendo com que não haja um acumular de gorduras que prejudica o crescimento muscular*. Opte por abóbora, pimentão, brócolos, repolho ou couve. Todos estes vegetais devem fazer parte da sua dieta se quiser aumentar os níveis de testosterona*.
Feijão:
é um alimento muito forte em zinco, tendo pouca gordura e muita proteína e fibras*. Os feijões são muito benéficos para aumentar a testosterona*.

O exercício físico também vai ser um bom aliado para aumentar a testosterona por isso dedique pelo menos 30 minutos diários para praticar uma atividade física*.

Além da alimentação e do exercício físico poderá aumentar a testosterona utilizando suplementos alimentares. Deve optar pelos naturais de forma a não interferir com outras funções do seu organismo.

Com ingredientes 100% naturais, este suplemento pode ajuda a aumentar os níveis de testosterona e a libido, para desfrutar de uma vida sexual mais intensa*, uma vez que ajuda ainda a melhorar a qualidade do desempenho sexual*. Pode ainda optar por suplementos sexuais com ingredientes 100% naturais e selecionados para ajudar a aumentar a sua virilidade*. Sem efeitos secundários*, pode aumentar o fluxo de sangue no pénis e a aumentar a erecção*.